Amores,
Hoje o “Papo Cabeça” é pra falar sobre esse tema tão polêmico e comum nos dias de hoje.
Segundo psicólogos, a adolescência tardia seria a fase entre os 18 e 25 anos mas que, em alguns casos, pode se estender até os 56 anos (acreditem).

Mas, o que de fato seria um “adolescente tardio”???
Com os desafios cada vez maiores que a vida moderna nos impõe, a extensão da adolescência vira uma espécie de fuga e/ou incapacidade de encarar e assumir as próprias responsabilidades, tentando preservar ao máximo os prazeres que a vida adulta reprime.

O professor de sociologia da universidade de Kent, Frank Furedi, provoca: “Ninguém consegue ser mais ridículo do que um adolescente, e aí não importa se ele tem 14 anos ou 56. Gente que simplesmente quer chamar a atenção sem ter nada para oferecer. Muitos até mais velhos do que eu; carentes, complexados, bipolares e, pior de tudo, com acesso a internet. Os piores erros do homem chegam ao clímax nesse período. Para que prolongar o martírio?

E aí?!
O que podemos e devemos fazer para não prolongarmos esse “martírio”?
Quais as nossas responsabilidades e como podemos contribuir para não formarmos novos “adolescentes tardios”?

Assista ao vídeo e entre na roda de discussão deixando suas perguntas e sugestões.
Beijos da Nique! 😘

Deixe uma resposta